Carla Zambelli e Klio Hirano (Foto: reprodução/redes sociais).

Klio Damião Hirano, de Tupã, interior de São Paulo, foi presa nesta quarta-feira, 28, por participação nos atos terroristas de 12 de dezembro em Brasília, nomeadamente a tentativa de invasão da sede da Polícia Federal após a prisão do “cacique Serere”.

Klio foi presa no âmbito da Operação Nero da PF, desencadeada para cumprir mandados de prisão expedidos por Alexandre de Moraes.

Filha de um famoso fotógrafo, Klio Hirano já foi candidata a prefeita de Tupã e é séria candidata a campeã mundial de fotos lado a lado ou abraçada com as mais destacadas figuras do bolsonarismo na política, na mídia e até na família, de Nikolas Ferreira a Dom Bertrand de Orleans e Bragança, passando, sob este arco etário, por Magno Malta, Luis Ernesto Lacombe, Gustavo Gayer, Carlos Jordy, Coronel Tadeu, etc, etc, etc, além de uma foto de rosto colado com o proprio genocida.

Esta é Klio com Eduardo Bolsonaro no Cpac Brasil, evento organizado por Eduardo e do qual Klio foi “participante”: “sou agro, sou Bolsonaro”.

Chama atenção, no entanto, a quantidade de fotos com a deputada federal Carla Zambelli.

É por isso:

Carla Zambelli é “madrinha” e “amiga de longa data” de Klio Hirano, presa nesta quinta-feira, 29, por tentar bagunçar o coreto Brasil. Em outro vídeo, Zambelli diz que ela a Klio foram “ativistas juntas na frente da Fiesp, pelo impeachment da Dilma. Criei uma grande parceira”.

Klio Hirano:

Apoie o nosso jornalismo

Fortaleça a imprensa democrática brasileira. Venha junto romper o ronrom da mídia corporativa.

FAÇA UMA ASSINATURA de apoio ao jornalismo do Come Ananás. É rápido e seguro. Cancele quando quiser na área do assinante.

OU FAÇA UM PIX do valor que quiser ou puder. Toda contribuição é importante. Esta é a chave Pix do Come Ananás:

apoio@comeananas.news

Deixe um comentário

Deixe um comentário