Mauro Cid na CPI do 8/1 (Foto: Lula Marques/ Agência Brasil).

Circula na imprensa brasileira nesta terça-feira, 11, uma lista com os nomes das 73 pessoas que até agora visitaram o tenente-coronel Mauro Cid na prisão. A lista mostra que o ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro recebeu no cárcere 11 generais do Exército Brasileiro – oito da reserva e três da ativa.

Consta na lista o nome do general Estevam Cals Theophilo Gaspar de Oliveira. Trata-se do atual chefe do Comando de Operações Terrestres, órgão de direção operacional do Exército.

No início de julho, o general Estevam Theophilo exerceu interinamente, por uma semana, o próprio comando do Exército, durante uma visita oficial do general Tomás Paiva ao Exército da Alemanha.

O subcomandante de Operações Terrestres, general Sérgio Schwingel, também está na lista. O terceiro general da ativa que visitou Mauro Cid no Batalhão de Polícia do Exército é Alexandre Oliveira Cantanhede Lago, atual chefe do Preparo da Força Terrestre.

Entre os generais da reserva que visitaram Mauro Cid na prisão está Júlio Cesar de Arruda, o primeiro nomeado por Lula para o comando do Exército. Arruda seria substituído por Tomás Paiva justamente por se recusar a reverter a nomeação de Cid para a chefia do 1º Batalhão de Ações e Comandos.

Também visitaram Cid na prisão os generais da reserva Eduardo Pazuello, que também foi ajudante de ordens de Bolsonaro, mas na pandemia – “um manda, o outro obedece”; e o general Luiz Eduardo Rocha Paiva, que urdiu junto com o general Eduardo Villas Bôas o projeto de ditadura reloaded “Projeto de Nação – O Brasil em 2035”.

Os outros generais da reserva que visitaram Mauro Cid no cárcere foram Pedro Ronalt Vieira, Roberto Escoto, Edson Diehl Ripoli e Ridauto Lucio Fernandes, além de Mauro César Loureno Cid, pai de Mauro Cid.

Preso há 70 dias, Mauro Cid depõe nesta terça na CPI do 8/1. Alguns deputados da base do governo criticaram o fato de Cid ter ido fardado à comissão. “Não representa o Exército”, afirmaram, mesmo tendo em mãos a lista dos 11 generais que visitaram Mauro Cid na prisão.

Alguns desses deputados pareceram surpresos quando, também nesta terça, o Exército divulgou nota dizendo que partiu da Força a orientação para Mauro Cid ir fardado à CPI.

Apoie o Come Ananás com assinatura ou Pix

Fortaleça a imprensa democrática brasileira.

FAÇA UMA ASSINATURA de apoio ao jornalismo do Come Ananás. Mensal ou anual, via Google. Cancele quando quiser. Você também pode fazer uma contribuição única.

OU FAÇA UM PIX de apoio ao Come Ananás, de qualquer valor. Toda contribuição é importante. Estas são as chaves Pix do Come Ananás:

Celular
(24) 98828-1201
E-mail
pix@comeananas.news
CNPJ
43.651.012/0001-99

Assinantes antigos podem gerenciar suas assinaturas de apoio na área do assinante ou no portal do cliente da Stripe.

Deixe um comentário

Deixe um comentário