Dias Toffoli (Foto: Nelson Jr./STF).

O ministro Dias Toffoli gozou o último fim de semana do recesso do Supremo Tribunal Federal na praia de Pirangi, no litoral do Rio Grande do Norte. A hospedagem de Toffoli foi a casa de praia de Fabio Faria, ministro das Comunicações do governo Bolsonaro, no condomínio Porto Brasil Resort.

Há poucas semanas, Fabio Faria, que é genro de Silvio Santos, dividiu o palco de um evento neopentecostal em Orlando, na Flórida, com o espalhador de notícias falsas Allan dos Santos. Contra o bolsonarista Allan dos Santos existe uma ordem de prisão dada por outro ministro do Supremo, Alexandre de Moraes.

O momento em que Allan dos Santos e Faria Faria se cumprimentam numa igreja em Orlando, no último 7 de janeiro.

No vídeo abaixo, Allan dos Santos, lado a lado com Fabio Faria, fala literalmente em comunistas devorando criancinhas em rituais satânicos.

É quase um padrão: em setembro do ano passado, o presidente do STF, Luiz Fux, deu uma canja para um investigado no inquérito das Fake News, Edgard Corona, dono da Smart Fit, que teve os sigilos bancário e fiscal quebrados por Alexandre de Moraes, no âmbito do inquérito das Fake News, por suspeita de financiar incentivos à “quebra da normalidade institucional e democrática”.

Em outubro de 2020, Toffoli recebeu Bolsonaro em sua casa no Lago Norte, em Brasília, para assistirem juntos a uma partida de futebol entre Palmeiras e Ceará. Semanas antes, Toffoli tinha assumido as relatorias das Ações Penais 1007 e 1008 do Supremo Tribunal Federal (STF), as duas por injúria e incitação ao crime de estupro, e com um réu em comum: Bolsonaro.

É que um é juiz relator, o outro é réu, mas os dois são Palmeiras.

Deixe um comentário

Deixe um comentário