No último 20 de fevereiro, um domingo, os professores e equipes diretivas da rede municipal de ensino da cidade de Teresópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, receberam um comunicado de última hora da Secretaria Municipal de Educação (SME): dali a dois dias, na terça-feira, 22, não haveria aulas nas escolas. Em vez disso, os professores deveriam comparecer ao Ginásio Poliesportivo Pedro Jahara, conhecido como Ginásio Pedrão, para uma atividade de formação continuada.

Criou-se, entre alguns professores, a expectativa de que a SME faria a entrega de aguardados notebooks funcionais. A atividade de formação continuada agendada às pressas e que fez a prefeitura de Teresópolis suspender um dia de aulas, porém, foi uma palestra do “master coach” neopentecostal Paulo Vieira, criador do “Método CIS” (Coaching Integral Sistêmico), que consiste resumidamente em “exercícios para eliminar o que te impedia de atingir sua meta, tirando-o da zona de conforto”.

Paulo Vieira é também presidente da Federação Brasileira de Coaching Integral Sistêmico (Febracis) e este é o Paulo aplicando o método CIS:

No dia em que Paulo Vieira falou aos professores de Teresópolis, o canal do coach no YouTube publicou um vídeo sobre “o segredo da oração que não falha”. Esta é a imagem destacada do vídeo:

E estas são mais imagens destacadas de outros vídeos de Paulo Vieira, onde o coach diz coisas como “Deus não vai te dar dinheiro se você tiver uma mentalidade escrava”:

Best-seller nacional com manuais práticos para enriquecer, Paulo Vieira tem também dois livros infantis em parceria com Maurício de Souza sobre: “o poder está nas mãos de quem busca construir uma história de sucesso”.

Acerca de mesas e lounges

Paulo Vieira, porém, não estava na serra fluminense para falar a professores da rede municipal. Na semana passada, o “master coach” e sua esposa, Camila Vieira, participaram da “Crie Conference”, a “maior conferência de empreendedorismo da região serrana”. Camila falou na terça, 22, dia da “formação continuada” com seu marido no Ginásio Pedrão. Paulo falou na quarta, 23. A “Crie Conference” aconteceu na igreja Lagoinha Teresópolis.

Paulo Vieira da Lagoinha Teresópolis (Reprodução: Facebook).

A igreja Lagoinha tem ligações com o bolsonarismo. Em janeiro, Paulo Vieira participou do evento na Lagoinha de Orlando, na Flórida, que reuniu o ministro das Comunicações, Fabio Faria, o foragido da justiça brasileira Allan dos Santos, o médico brasileiro que foi preso no Egito por assédio sexual, et caterva, todos convidados do pastor André Valadão.

Paulo Vieira, na cabeceira de mesa bolsonarista em Orlando, na Flórida.

André Valadão e Carla Zambelli têm um recado para você, eleitor:

No ano passado, o prefeito de Teresópolis, Vinicius Claussen (PSC), levou 27 funcionários comissionados da prefeitura, além dele próprio e da primeira dama, para fazerem o curso CIS de Paulo Vieira em São Paulo, a um custo total de inscrição de R$ 135 mil.

Com média de R$ 4,6 mil por pessoa pagos com recursos públicos teresopolitanos, tudo indica que a comitiva inteira, do procurador geral do município ao comandante da Guarda Civil Municipal, foi matriculada no plano “Black”, que hoje custa R$ 4.847,00 se pago à vista e dá direito a “registros de fotos do treinamento” e “área reservada no auditório com mesa”.

Comitiva de Teresópolis no curso de Paulo Vieira.

A secretária de Educação de Teresópolis, Satiele Santos, fez a “experiência imersiva presencial” com Paulo Vieira e passou a usar as hashtags #paulovieira e #febracis em postagens em que ela aparece a serviço da SME.

Os prints abaixo são de outras postagens da secretária Satiele em redes sociais.

A próxima “oportunidade única e exclusiva para você reprogramar suas crenças e transformar os seus resultados em 2022” acontecerá no início de maio em Brasília, com a edição 225 do curso de Paulo Vieira. Sob o slogan “o gigante acordou e vai transformar a sua vida e da sua família”, o curso, no plano mais caro – que custa R$ 12 mil – dá direito a serviço de garçom, menu exclusivo e “lounge com acesso à família Vieira”.

E esta é a família Vieira usufruindo da misericórdia do Senhor. Vale a pena assistir ao vídeo. Poucos são tão ilustrativos deste país:

‘Coaching sistêmico’ e Base Nacional Curricular

Na noite da última terça, a direção da seção de Teresópolis do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro (SEPE-RJ) soltou nota dizendo que a palestra de Paulo Vieira para os professores da rede municipal gerou “grande incômodo, indignação, perplexidade, por parte dos presentes”:

“O ‘coaching’ motivacional ‘ofertado’ não tinha conexão alguma com a realidade dos profissionais nas escolas. Havia um conteúdo metafísico e desalinhado das atuais discussões da educação. Ouviu-se um discurso ideológico de manipulação dos presentes, impondo uma única religião, incutindo um proselitismo religioso, que fere o Estado Laico. Mais grave ainda foi a abordagem irresponsável de um exemplo de estupro, que provocou ‘gatilhos’ em mulheres presentes, uma narrativa na qual a vítima é culpabilizada, o que esta direção repudia com veemência”.

Interpelada pelo pai de um aluno da rede sobre a “formação continuada” com o coach Paulo Vieira, a Secretaria de Educação de Teresópolis afirmou que o método CIS atende às diretrizes da Base Nacional Comum Curricular. Será?

Participe da conversa

1 Comentário

  1. Esse nosso prefeito neobozopentacostal é uma vergonha. Computadores alugados? Olhem o preco. Coching nas escolas? Absurdo. Acorda Terê. Acorda Brasil

Deixe um comentário

Deixe um comentário