Na semana passada os “publishers” da Folha de S.Paulo demitiram 15 pessoas do jornal, sendo a dispensa mais notória a do gigantesco Janio de Freitas. Além de Janio, foram limados Sylvia Colombo, Gregório Duvivier, Marielene Felinto, entre outros.

Ato contínuo a passaralhos na imprensa, há os que reagem ao pé na bunda com uma última babada de ovo e um “muito obrigado pela oportunidade”, e há aqueles, mais raros, que se despedem dos leitores como fez Marilene Felinto em sua última coluna na Folha:

Estou sendo convidada, digamos assim, a interromper esta coluna de jornal. Deve ser porque escrevi há pouco tempo sobre Barack Obama —na verdade, sobre meu pai. Ou melhor, deve ter sido porque associei Lula a Obama e a minha própria loucura. Isso já aconteceu antes, por decisão minha, 20 anos atrás. Saí. Agora a decisão é deles, pelo meu rótulo de esquerdista. Talvez queiram limpar o ambiente para a pura “neutralidade” de opiniões sobre política. Nada de novo!

Reagir assim pode até ser para quem pode, nem sempre para quem quer. Mas reagir assado, engraxando o mocassim do pontapé, é só uma escolha mesmo…


Não vá embora ainda. Considere...

Apoie o nosso jornalismo

Fortaleça a imprensa democrática brasileira.

FAÇA UMA ASSINATURA de apoio ao Come Ananás. É rápido e seguro. Cancele quando quiser na área do assinante.

OU FAÇA UM PIX do valor que quiser ou puder. Toda contribuição é importante. Esta é a chave Pix do Come Ananás:

apoio@comeananas.news

Deixe um comentário

Deixe um comentário