O Exército Brasileiro também adquiriu de uma organização religiosa do Paraná uma cartilha de “sabedoria transformadora da Bíblia” intitulada “Pão Diário”, a mesma que a Polícia Rodoviária Federal distribuiu entre seus agentes a título de “assistência espiritual”, como relevou na semana passada a Globo News. O Ministério Público abriu investigação sobre o uso da cartilha na PRF.

A “edição militar” da cartilha, segundo seu fabricante – a organização Ministério Pão Diário, com sede em Curitiba -, é um livro de devocionais para “momentos diários de reflexão sobre os valores cristãos encontrados na sabedoria transformadora da Bíblia”, com “palavras que fortalecem e revigoram o ânimo e a confiança no poder que vem do alto para enfrentar os desafios do dia a dia”.

“São 365 meditações de encorajamento com artigos voltados especialmente à vida no Exército”, diz ainda o Ministério Pão Diário.

Come Ananás identificou no portal da Transparência da Controladoria-Geral da União a aquisição, feita no ano passado, de um lote da cartilha “Pão Diário – Edição Militar: Exército” feita pelo Comando do Exército, e tendo como unidade gestora a 1ª Brigada de Infantaria da Selva, no âmbito do plano orçamentário da “Ação humanitária para pessoas em situação de vulnerabilidade advindas da Venezuela”, conhecida como Operação Acolhida.

Sob dispensa de licitação, o Exército comprou o livro de devocionais a título de “material educacional e cultural”. O detalhamento da compra no Portal da Transparência não informa quantos exemplares foram adquiridos. Porém, o valor de empenho dividido pelo preço de venda da cartilha (R$ 12,90) indica a aquisição de cerca de 900 unidades do Pão Diário.

Detalhamento de gasto da compra de um lote da cartilha “Pão Diário – Edição Militar” pelo Comando do Exército.

Em um texto não datado publicado no site do Ministério Pão Diário, a entidade comemora presença em “mais de 20 quartéis do exército, da polícia e bombeiros em PR, SC, SP e RJ, e também em bases aéreas”.

O Ministério Pão Diário tem uma edição militar do livro de devocionais voltada especificamente para a Força Aérea.

Para apresentar a versão castrense do livro, o Ministério Pão Diário costuma citar os versículos 1 e 2 do Salmo 144: “Bendito seja o Senhor, rocha minha, que me adestra as mãos para a batalha e, os dedos, para a guerra”.

Deixe um comentário

Deixe um comentário Cancelar resposta